15 49.0138 8.38624 1 0 4000 1 https://eloentremundos.com 300 0

Capítulo I

4 Comentários

UNINDO FORÇAS

— Como está a situação na linha de frente, Tatakam? — a voz grave do mercador ressoava por trás de seu turbante. O tecido sujo de sangue e poeira indicava que ele precisou se retirar às pressas.
— Nada boas, Skávy! Conseguimos conter o avanço, mas eles têm muitos lutadores! — Tatakam, balançou a cabeça desanimado. A ponta de suas orelhas balançando com o movimento. Ele usava uma calça bege e o tronco forte, coberto por pelos negros salpicados com fios dourados, estava amostra. Alguns cortes marcavam seus braços e tórax, enquanto um pequeno ser de pele frágil e esbranquiçada rapidamente executava complexas técnicas de cura. — E para piorar, os surtos de enlouquecimentos têm aumentado!
— Estive pensando, será que não podemos utilizar os enlouquecidos para atacar aqueles malditos völt e seus aliados? — Skávy apoiou a mãozorra no queixo, deixando as garras negras amostra, enquanto cerrava os olhos castanhos.
— Não seja estúpido! Como pode sugerir usar doentes como armas? — uma voz suave e feminina carregada de indignação cortou o raciocínio do árky, seus enormes olhos arroxeados pareciam se iluminar mais que o normal ao fixá-los no companheiro de batalha.
— Calma, foi só uma ideia! — Skávy ergueu as mãos em sinal de que não pretendia ofender a colega. — Como você pode afirmar com tanta certeza de que são doentes e não loucos, Sohei?
— Por suas energias! Pude sentir, no momento em que vimos aquele ser “enlouquecer” como vocês dizem, ele emanou um tipo de energia que eu jamais havia visto! Esta energia causou uma reação em cadeia em seu interior, como se seu corpo estivesse tentando se defender usando uma medida desesperada! — Sohei suspirou ao lembrar da cena.
— Hum, então foi algum tipo de contaminação de energia? Por isso eles se tornam mais fortes! — Tatakam franziu o cenho, analisando mentalmente as lutas que os “enlouquecidos” travaram.
— Não sei se poderíamos dizer que se tornam mais fortes! Realmente, eles se tornam capazes de lutar com uma intensidade muito maior do que eram capazes inicialmente, entretanto…não podemos tirar conclusões sem antes analisarmos e estudarmos melhor esta nova doença da energia! — a jovem esfregou as mãos e se levantou, indicando que havia terminado o procedimento de cura.
— Puxa! Vocês são muito bons mesmo! Nem sei dizer onde estavam os ferimentos! — Tatakam realizou alguns alongamentos, desfrutando da recuperação total realizada pela colega habilidosa. — De qualquer forma, precisamos descobrir mais sobre este despertar de energia misteriosa!
— Podemos criar um grupo para pesquisarmos mais sobre esta “doença”! Conheço uma jovem que, com certeza, se interessaria em participar de algo assim! — Skávy soou empolgado, seus olhos castanhos indicando que sorria por trás dos turbantes.
— Concordo! Também conheço uma jovem guerreira que já se mostrou muito útil em algumas batalhas! — Tatakam, apesar de estar com o semblante sério, também demonstrava empolgação em sua voz. — O que acha, Sohei?
Como se estivesse sentada em uma cadeira invisível e flutuante, Sohei cruzou os braços e apoiou uma perna sobre a outra, indicando que estava refletindo. — Bem, esta nova doença realmente deve ser estudada! Se disser que não me senti tentada a aprender mais sobre o que vi, estaria mentindo! Mas devemos ter muito cuidado, pois aquela energia parecia ser muito…
Notando que os dois a observavam completamente atentos, a jovem pigarreou, não querendo interpretações equivocadas. Seu povo vinha sofrendo muito por interpretações erradas a respeito das habilidades que possuíam no uso da energia e seu desejo por conhecer sempre mais.
— Enfim, muito poderosa! — ela rapidamente alterou a palavra que tinha em mente. — Se vamos criar um grupo de exploração, por mais habilidosa que eu seja no uso da energia, acho que devemos também recrutar mais alguém de meu povo, assim teremos uma outra opinião a respeito da percepção do que acontece com os doentes! Conheço um jovem que estava treinando com meu mestre e, apesar de seus estudos terem sido interrompidos graças aquelas bestas brutais dos völt, ele é muito habilidoso e já teve sua reputação tecida apenas por elogios da mais elevada classe de estudiosos!
— Então você não é o único prodígio de seu povo, Sohei? — Skávy soltou uma risada rouca e grave, recebendo uma reação pouco amistosa da jovem. — Então está certo, já temos nosso grupo pronto? Vamos atrás destes jovens e nos encontramos aqui amanhã, prontos para partir antes que a estrela maior surja no céu!
Concordando com o mercador de Árkyna, os outros se despediram e partiram a procura dos novos recrutas. Foram necessárias poucas horas para que cada um convencesse os jovens a participarem do grupo de expedição, que mais tarde entraria para as fontes de conhecimento das Eirídomu.

Previous Post
Repartição de Distribuição de Missões (RDM)
Next Post
Os Dominadores de Energia (Kenschý’mäst)
Polinari B.A.

Bióloga e escritora. Apaixonada pela natureza, histórias de fantasia, animes e jogos.

4 Comentários

  • junho 21, 2020 at 5:29 pm
    Nicolas Ribeiro

    Oi Oi sou eu o Nicolas vc é uma inspiração para mim.quando eu escrever meu livro vc vai ver😃😃😃😃😀😄

    Reply
  • junho 21, 2020 at 6:47 pm
    Polinari B.A.

    Olá Nicolas, fico muito feliz em ler isso!! Ficarei contente em ler seu livro!!

    Reply
  • julho 21, 2020 at 10:37 am
    Caroline

    Esse é o capítulo 1 do próximo livro, né? Pq eu tô lendo a Batalha de Terökun e não tem isso escrito lá não…. É do proximo, certo?

    Reply
    • agosto 17, 2020 at 9:47 am
      Polinari B.A.

      Olá Caroline, tudo bem?
      Este é um capítulo especial que conta a história dos mundos antigos!
      O segundo livro será publicado todo de uma vez só!
      Obrigada por estar acompanhado e pelo interesse!! Espero que esteja gostando da história!!!

      Reply

Leave a Reply